Tente e tente...

Watch live streaming video from boasnovas at livestream.com
Só com Jesus vencemos as adversidades, continue tentando, ELE vai te ajudar.
http://3.bp.blogspot.com/_vBQVD3n59mo/StyYuRLjAGI/AAAAAAAADtM/hXocY6HBZD4/s400/EVANGELHO+SEGUNDO+MARCOS.png

Homenageando

segunda-feira, 5 de abril de 2010

Achei este texto interessante e resolvi copiar na integra!

A indigestão espiritual e o efeito Sonrisal


Quem um dia não sentiu um o desconforto de uma azia? Quem também não experimentou uma má digestão? É pouco provável que nenhum ser humano tenha escapado destes distúrbios estomacais que quase sempre vêm acompanhados de uma “ressaca”.

A má digestão, ou indigestão, se refere a problemas gastrointestinais que incluem sensação de estômago cheio, enjoos, arrotos, vômitos, sonolência após as refeições, dores abdominais, dor no estômago, azia e sensação de inchaço. O desconforto na região abdominal geralmente é acompanhado de náusea e mal estar, podendo provocar vômitos.

A indigestão, para a maioria das pessoas, é o resultado de comer demais, muito rápido, ingerir alimentos gordurosos ou alimentar-se durante situações estressantes. Usar medicamentos que irritam o estômago ou estar muito cansado podem também causar má digestão ou piorá-la. Em geral, a administração de antiácidos a base de hidróxido de alumínio, um Sonrisal, por exemplo, promove alivio imediato da “azia” e da “má digestão”.

No entanto, estes quadros normalmente persistem ou se tornam frequentes. Assim, é aconselhável procurar um especialista para que seja realizada uma pesquisa mais detalhada. Certo é que conviver com este problema é desagradável, além de ser um perigo real para a estabilidade física de qualquer pessoa.

Você já notou o que acontece quando é colocado um comprimido de Sonrisal em um copo d’água? O volume tende a crescer, em alguns casos transborda, há uns ruídos, tudo se move e borbulha, mas, após um tempo, cessa o barulho. Um tempinho mais, e logo o gás produzido pela efervescência do comprimido desaparece por completo. E o pior, a água pura não é mais pura, agora tem um gosto desagradável e o princípio ativo do medicamento já não surte efeito. E então? Colocaríamos mais um comprimido para começar todo o processo novamente? Não! Cientificamente não é recomendável!

A verdade é que as nossas igrejas hoje vivem uma crise de indigestão espiritual perigosa e que também há muito comprimido efervescente sendo ministrado como paliativo nas igrejas do século XXI. Alca-luftal, Bisuisan, Digastril, Estomagel, Gastrogel, Gastrol, Leite de Magnésia, Magnésia Bisurada, Mylanta Plus, Siludrox, Sonrisal e outros de composição semelhante, todos com "similares evangélicos" sendo ministrados indiscriminadamente nos "pronto-socorros religiosos". Pior, são indicados por "médicos espirituais" despreparados, sem formação, com “diplomas comprados” em Universidades Fantasmas ou simplesmente Comerciantes da fé.

O efeito Sonrisal é um fator alarmante e perigoso no atual meio evangélico. No miserável afã de ver os templos sempre lotados, convida-se o pregador mais fervoroso – efervescente – que, por sua vez, abusa dos chavões, dos lugares comuns, da psicologia barata, das técnicas teatrais, das imitações de animais sob a desculpa de estar debaixo da unção, dos golpes de karatê disparados no ar e de todo tipo de firula para agradar a obstinada plateia.

Convida-se também os levitas, que surgem no cenário com suas canções e seus chavões extravagantes. Claro que não falta a tal "ministração profética", na qual os cantores se prestam aos mais ridículos papéis, e isso debaixo das ovações da alucinada plateia.

E tome indigestão! E tome antiácido! Tem de tudo: jejum dos 40 dias, corrente ooderosa, oração forte, Diabo amarrado, cruzada de curas, milagres, show gospel… São os medicamentos alternativos, do tipo boldo, sendo aplicados no lugar do recomendado que possui a marca registrada do "laboratório celeste", a Palavra de Deus. Aliás, este medicamento causa aversão a muitos “doutores” da religião, que preferem ignorá-lo a terem que mostrar a eficiência deles em suas próprias vidas.

Mas, passado tudo isso, a "ressaca espiritual" continua, volta-se à normalidade, ou melhor, quase, pois a azia e a indigestão continuam, haja vista que sempre há o fluxo enorme dos descontentes que abandonam o "pronto socorro religioso" logo que o "fervor" acaba, partindo em busca de novas aventuras espirituais, ou melhor, de "novos medicamentos".

E assim, para manter a efervescência do povão, o pastor convida mais um grande pregador de fogo, que será o encarregado de movimentar novamente o pessoal, usando para isso as mesmas técnicas dos demais.

E assim a igreja novamente fica cheia, borbulhando, num barulho infernal, e pouco importa se os que lá estão são como "fregueses" em busca do evangelho mais barato, ou se são "viciados espirituais", sempre em busca de uma nova unção. Para os "médicos da fé", o importante é que eles estão lá!

Todos ávidos para receberem a porção que lhes é receitada como tratamento. Para isso, os estoques de medicamentos paliativos estarão sempre cheios, não faltando os genéricos e os famosos piratas. Isto sem falar nas fazendas de boldo que eles, os "produtores evangélicos", andam cultivando largamente nos meios religiosos como alternativa barata para enfrentarem a CRI$E espiritual.

Tem muita gente comemorando o crescimento numérico de evangélicos no Brasil e no mundo, mas confesso que observo com muita precaução e desconfiança esse movimento todo, pois sei que grande parte do que vemos nada mais é do que o “EFEITO SONRISAL".

Carlos Roberto Martins de Souza, via Gospel Prime

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente

 
©2009 Elke di Barros Por Templates e Acessorios