Tente e tente...

Watch live streaming video from boasnovas at livestream.com
Só com Jesus vencemos as adversidades, continue tentando, ELE vai te ajudar.
http://3.bp.blogspot.com/_vBQVD3n59mo/StyYuRLjAGI/AAAAAAAADtM/hXocY6HBZD4/s400/EVANGELHO+SEGUNDO+MARCOS.png

Homenageando

sexta-feira, 26 de agosto de 2011

Verdadeira Adoração.

Apesar das dificuldades, cadeirante louva a Deus em culto e emociona o público

Quando pediu para o pastor da PIB de Curitiba que a deixasse cantar ela avisou que não era cantora, mas sim uma adoradora
Apesar das dificuldades, cadeirante louva a Deus em culto e emociona o público

Quando Jesus disse em João 4:23 que Deus procura adoradores que o adorem em espírito e em verdade, Ele estava dizendo da adoração sincera que não vem de belas vozes, mas de corações gratos.

Foi isso que mostrou uma jovem especial que emocionou a Primeira Igreja Batista de Curitiba durante um culto ao pedir que o pastor a deixasse cantar um louvor.

Jaqueline é cadeirante e também possui problemas na fala, mas mesmo assim desejou entregar um louvor a Deus. Dias antes ela disse ao pastor: “Não sou cantora, sou adoradora!”

A música escolhida por ela foi “Quão Grande És Meu Deus”, de Soraya Moraes.

Assista:

Fonte: Gospel Prime

quinta-feira, 18 de agosto de 2011

Bebe cantando Deus cuidara de ti

http://www.youtube.com/results?search_query=crian%C3%A7a+cantando+Deus+cuidar%C3%A1+de+ti&aq=f

quinta-feira, 11 de agosto de 2011

Um inimigo mortal dentro da igreja

Um inimigo mortal dentro da igreja

Estudo Bíblico sobre: "Um inimigo mortal dentro da igreja"
Um inimigo mortal dentro da igreja

Texto: Deuteronômio 1:5-8

Introdução: Israel tinha se acostumado a andar em círculos, durante anos Deus os levou ao redor do deserto e por isso era tudo o que conheciam e tornaram-se satisfeitos em permanecer dentro da segurança das montanhas.
Quando chegou o momento, Deus quebrou a rotina da vida deles e disse-lhes: ”… Vocês já estiveram aqui por muito tempo, é hora de vocês seguirem em frente…”
- Israel tornou-se satisfeito com andar em círculos e acampar em lugares agradáveis, confortáveis e tinham se esquecido de; por que eles estavam no deserto.
- Quando um inimigo vinha, eles lutavam, mas raramente eles encontravam inimigos, assim eles simplesmente acampavam aqui, e acolá, não fazendo nada mais, por anos.
- Então, qual é o inimigo mortal dentro de nossa igreja?
- Ninguém na igreja alega que os cinco primeiros livros da Bíblia são apenas histórias.
- Ninguém na igreja diz que o relato da criação é uma ficção.
- Ninguém na igreja nega que Jesus andou sobre as águas e fez as coisas que Ele fez.
- Ninguém na igreja nega que um dia Jesus estará voltando.
- Nós, na igreja, fazemos o que queremos sem a interferência do governo. Então, qual é o inimigo mortal?
I. O inimigo mortal na igreja de hoje é a rotina
1. A rotina é o modo de vida da igreja. O que vai acontecer no próximo Domingo pode ser facilmente previsto.



a. Nada incomum é esperado de Deus e as coisas vão ser do mesmo jeito que elas foram um Domingo antes, e assim por diante. A única coisa que realmente muda às vezes no domingo é o número de hinos cantados.

2. Ninguém espera nada mudar no cemitério.

a. Mas a igreja não é o cemitério e o que foi não deve ditar o que será para o próximo domingo.

b. O povo de Deus é suposto crescer e suas necessidades mudarem de Domingo a Domingo.

3. Todo mundo sabe o que vai acontecer e isso é um inimigo mortal na igreja.

a. Tudo o que podemos pensar é que a culpa por nada acontecer nas igrejas, é o diabo.

b. O maior inimigo da igreja não é de fora, mas de dentro – uma atitude de aceitar as coisas como elas são e sempre foram. O que foi determina o que será.

c. Com essa atitude, a Igreja não vai e não pode estar fazendo a vontade de Deus vai e não vai crescer.
II. Como a igreja cai em uma rotina
1. O grande processo de aprendizagem é fazer algo repetidas vezes até que possa ser feito sem sequer pensar, um tipo de memorização.



a. As escolas ensinam as crianças a fazer e dizer coisas repetidamente até “Aprende-las”.

b. Nossos militares fazem a mesma coisa na formação de base, as nossas tropas fazem algo repetidas vezes até que possam fazê-la de olhos vendados.

c. Nossos cultos de adoração faz a mesma coisa. Quanta reflexão é dada as palavras que estão sendo cantadas de um hino familiar? Que tal a escritura familiar que está sendo lida? Quanta atenção é dada para o sermão que está sendo pregado?

d. Constantemente cantamos, oramos, lemos, participamos dos cultos sem qualquer sentimento, sem qualquer temor, sem qualquer admiração, ou qualquer expectativa.

e. Deus não pode entrar em nossos cultos, porque temos tudo arrumado para Ele, e, tudo o que Ele precisa fazer é apenas abençoar o que fazemos.

2. O próximo passo para o inimigo dentro da Igreja é para que todos possam entrar em um “sulco”.

a. Durante a época de chuvas as estradas no interior, tornam intransitáveis; exceto pelos sulcos que foram formados no meio da estrada por alguns veículos que passaram primeiro, fazendo impressões profundas na estrada enlameada. Todos seguem em profundidade os sulcos para que eles possam seguir em frente pela estrada. Todo mundo que passou por essa estrada tinha de ir da mesma maneira, pelos sulcos, era o caminho a percorrer.

b. As igrejas também entram em um “sulco”, porque em algum caminho, algo foi feito pela primeira vez e desde então, ele sempre foi feito exatamente da mesma maneira. Ninguém nunca pergunta por que, como, onde, quando, mas apenas cegamente faz da mesma maneira.

3. O resultado de uma igreja estar em um “sulco” é que ela é controlada pelo que foi feito muito tempo antes e ninguém nunca pensou em mudar a forma como as coisas foram feitas.

a. Nada de novo é esperado e a inatividade espiritual é dominante, fazendo com que a igreja não visualize nada e não tenha um desejo de qualquer mudança ou melhoria.

4. Algumas igrejas tentam sair da “rotina” realizando “truques” mundanos e usando muletas para fé. No entanto, tudo o que é realmente feito quando se usa fogo estranho no altar de Deus, são algumas pessoas participando na repetição dos cultos de mortos; sem sentimento, sem significado, sem temor, sem acontecimentos espirituais.
III. As pessoas se esquecem de que a igreja é composta de…
1. A igreja não é a construção, desculpe. É um conjunto de pessoas.



a. O Brasil é composto de pessoas.

b. A sociedade é composta de pessoas.

c. Assim, a igreja é constituída de pessoas reais e que compõem o tipo de igreja que é.

d. Para a igreja a mudar, são as pessoas que tem de mudar.

2. Três pecados são normalmente encontrados em igrejas que não estão crescendo para o Senhor:

a. O pecado da hipocrisia, o pecado do juízo e o pecado de complacência.

3. Quando Jesus disse: “… Um de vocês vai me trair…” O que os discípulos disseram? Fizeram tudo para Judas? Não, cada um deles perguntou: “serei eu?”

4. A maioria dos membros da igreja acha que eles são o que deveriam ser; estão onde eles deveriam estar, e, portanto, não veem necessidade de qualquer alteração ou melhoria, portanto, levando-os a julgar todos os outros por aquilo que eles pensam que são.

5. Sentir-se sem necessidade de mudança espiritual, leva à complacência.

a. “Senhor, estou satisfeito com minha condição espiritual. Espero que em um desses dias o Senhor venha e eu vou ser tomado e me encontrarei com o Senhor no ar e eu vou começar a governar cinco cidades.”

b. Estes são aqueles que oram pouco, são irregulares no comparecimento aos cultos, mas esperam subir para o céu e se juntar ao Senhor em triunfo, com os santos vitoriosos.

Conclusão:

1. Muitos estão se enganando. Jesus diz o que Deus disse a Israel no deserto, “Vocês já estiveram tempo suficiente onde vocês estão desarmem o acampamento e passem para o monte.”

a. Deus tem coisas espirituais novas e maravilhosas para a Sua Igreja. Tudo o que Ele prometeu pode ser obtido agora.

2. Se um cristão chama Jesus “Senhor”, como se atreve a permanecer em sua rotina. Levante-se e siga em frente. No entanto, se um cristão se recusa a levantar e seguir em frente para o Senhor, nem mesmo os anjos pode ajudar.

3. Comece a prestar atenção ao que você está dizendo quando você está cantando, observe atentamente a escritura que está sendo lida, ouça atentamente a mensagem e aplique-a a si mesmo. Prepare-se para adorar antes de você entrar no santuário.

a. Líderes de louvor devem gastar tempo com o Senhor para ver o que ele quer no momento de adoração.

b. Todos devem sair dessa rotina, e deixar Deus se encarregar de trazer algumas mudanças necessárias.

Pr. Aldenir Araújo
Fonte: Sermão Online

Mais bênçãos no final

PostDateIcon quinta-feira, 11/08/2011 6:32h

E assim abençoou o SENHOR o último estado de Jó, mais do que o primeiro; pois teve catorze mil ovelhas, e seis mil camelos, e mil juntas de bois, e mil jumentas. (Jó 42:12).

O final do livro de Jó é um alívio. Depois de tantos sofrimentos e provações, é com alegria que lemos sobre o fim da vida do patriarca. “O Senhor abençoou o final de Jó, mais do que o início”.

A esperança nos alimenta. Diante das paredes da negatividade, a esperança garante que existe um lado de lá. Que não vemos, mas certamente está lá. O mesmo Senhor que decidiu lapidar nosso caráter cristão com tribulações, dotou-nos com a capacidade de esperar nas suas promessas. Promessas de vitória. Promessas de aprendizagem. Promessas de desenvolvimento espiritual.

Somos como Jó. Antes e depois de nossas tribulações. Antes e depois das injustiças. Antes e depois das derrotas. Quando nos concentramos nas lágrimas e cansaços do “antes”, só vemos fracassos. E não esperamos por nada. Por nada que venha do Senhor e que, certamente, nos levantará, nos encorajará e nos dará vitória. É essencial esperar pelo “depois” com o Senhor. Como no caso de Jó, é importante esperar que o nosso “final” será mais abençoado do que o “início”.

Pr. Olavo Feijó

sexta-feira, 29 de julho de 2011

Quem está disposto a consagrar-se ao Senhor? Eu quero alcançar a excelência no meu trabalho para Deus.

quarta-feira, 27 de julho de 2011

Recordar é viver... Saudades!!! Maceio - setembro/2010



Congresso de EBD em Maceió  ---   6º congresso EBD
INICIO | LOCAL | CONFERENCISTAS | PROGRAMA | INSCRIÇÕES | CARAVANAS | HISTÓRICOS DE EVENTOS

6º Congresso Nacional de Escola Dominical
Eu, Tia Jo, Cema e Cantora Lilian Paz, no Congresso de EBD, e... on TwitpicComo parte das comemorações do primeiro centenário das Assembleias de Deus no Brasil, a CPAD realiza o 6º Congresso Nacional de Escola Dominical. O evento que é uma referência em Educação Cristã em nosso país, acontecerá sob a égide de seu tema: “E perseveravam na doutrina dos apóstolos” (At 2.42). Em um tempo onde uma nova “interpretação” da Bíblia surge e, com ela, uma nova igreja, realizar um Congresso de Escola Dominical tendo esse assunto como eixo norteador, significa preocupar-se com a manutenção doutrinária e com os valores eternos do Reino.
Para essa edição do Congresso, a CPAD preparou uma programação toda especial, visando auxiliar o professor das diversas faixas etárias, bem como gestores e pastores, a cumprirem o ministério que o Senhor os confiou. Com palestrantes internacionais de renome e uma excelente equipe de conferencistas nacionais, a Casa oferece ao público brasileiro o que há de melhor em Educação Cristã. Com esse Congresso, esperamos uma reafirmação ministerial de cada pessoa que dele participar, no sentido de dar prosseguimento à expansão do Reino de Deus através do ensino da Bíblia Sagrada. Na certeza de que teremos dias maravilhosos de aprendizado, aperfeiçoamento e de profunda espiritualidade, saudamos a cada participante desse grande evento.
Deus o abençoe.
Workshops
Palestras inéditas
Seminários com Dinâmicas
Mesa de debates
Memorial Escola Dominical
Entrega do Prêmio Professor
de ED do Ano SAIBA MAIS
Maceió – “Cidade das Águas”
Localizada em um ambiente totalmente litorâneo, Maceió destaca-se pela sua beleza exuberante. Encravada entre os coqueiros, mangues e um belíssimo mar, proporciona a todos que a visitam lindas recordações. Hoje, com aproxi- madamente um milhão de habitantes, é um dos mais belos pólos turísticos do Brasil... Saiba Mais [+]
Centro Cultural e de Exposições Ruth Cardoso
A inauguração do Centro Cultural e de Exposições, em novembro de 2005, no bairro histórico de Jaraguá alterou o cenário urbano do bairro. Sua entrada em atividade ocorre num momento em que o comércio na área está em declínio. Originalmente a criação do Centro foi integrada ao projeto de revitalização do bairro, que também... Saiba Mais [+]

domingo, 17 de julho de 2011

Pensamentos Textos Poesias: BUSCANDO A PAZ

Pensamentos Textos Poesias: BUSCANDO A PAZ: "Aquele que te agride Pode ser um doente. Não te queixes. Espera, Não dramatizes. Ora. O troco do silêncio É uma bênção de paz. Recorda quan..."

terça-feira, 12 de julho de 2011

Compartilhando Diamantes: CLASSE DE CINCO DIAS E BOAS NOVAS

Compartilhando Diamantes: CLASSE DE CINCO DIAS E BOAS NOVAS: "Classe de Cinco Dias Objetivo : Alcançar crianças não atingidas pelas igrejas. Milhares de crianças sem Cristo esperam a oportunidade ..."

domingo, 12 de junho de 2011

O Tempora, O Mores: Sobre o Dia dos Namorados

O Tempora, O Mores: Sobre o Dia dos Namorados: "Neste domingo 12 de junho se comemora o dia dos namorados. Pediram-me para escrever algo sobre o assunto mas a verdade é que estou meio s..."

terça-feira, 31 de maio de 2011

Música Gospel moderna

“Que farei, pois? Orarei com o espírito, mas também orarei com o entendimento; cantarei com o espírito, mas também cantarei com o entendimento”
I Coríntios 14:15

Quando era mais novo e sem a consciência de preservação que tenho hoje, tinha como costume preparar armadilhas para a captura de alguns animais. Hoje já não faço e não aprovo isto! Sei que existem e conheço vários tipos destes artifícios usados pelos caçadores, muitas destas armadilhas são camufladas na intenção única de iludir o animal levando-o a ser apanhado. É crime previsto na legislação ambiental e hoje tenho consciência disto, portanto não as uso.

No meio evangélico, com o advento das tecnologias inovadoras, muitas novidades surgiram no mercado facilitando a vida de muita gente e de todas as igrejas espalhadas pelo mundo. Não que eu seja contra este aparato tecnológico, mas tenho minhas ressalvas pelo que já pude perceber com o uso indiscriminado destas benesses criadas pelo homem. Atrás da tecnologia vieram “armadilhas” sofisticadas que estão aprisionando muita gente! No meio religioso então a coisa ficou complicada, há uma obsessão pelas novidades escravizando a militância e tornando o culto num festival de tecnologia e sofisticação sem precedentes. O barulho se instalou perigosamente em nossas igrejas.

Quero me deter em uma destas “armadilhas” que está sendo usada como camuflagem por Satanás para invadir as igrejas e sorrateiramente impor de forma abusiva as suas táticas de convencimento e de aliciamento de adeptos para os seus projetos. É bom lembrar que ele é especialista na construção deste tipo de coisa e sabe sofisticar para camuflar as suas invenções. A musica é, sem duvida alguma, uma das partes mais importantes do culto, pois é através dela que as pessoas expressam o louvor a Deus e celebram os seus feitos. Ela é parte integrante da adoração e sem ela hoje o culto perderia o sentido e deixaria de existir. E foi exatamente na musica que o inimigo encontrou uma forma sutil de minar a resistência da igreja e por conseqüência de seus membros ao fazer do sonho de se gravar um CD um objetivo que todo mundo busca conquistar a qualquer preço. Foi um tiro certeiro, no alvo.

É ai que entra a “camuflagem”, o Diabo se escondeu atrás da indústria fonográfica e sorrateiramente se apresentou com suas facilidades para que qualquer um, independente de estar ou não comprometido com os princípios verdadeiros da fé, pudesse se aventurar no mercado musical. Assim, em nome da cultura popular, ele abriu as portas para que os mais variados ritmos literalmente invadissem as programações e os cultos de nossas igrejas. Camuflado em CDs, o Diabo encontrou receptividade abrindo as portas para que, em nome do GOSPEL, todo o tipo de composição musical tivesse liberdade para ser executada usando o nome de “musica evangélica”. Os modelos foram literalmente copiados do mundo e introduzidos na igreja em nome da liberdade de expressão e de adoração, banalizando a adoração através da musica no culto.

Quero registrar que não tenho nenhuma oposição ao uso de instrumentos na música religiosa em nossa adoração, desde que eles não sejam dominantes na prática do louvor. Aliás, um instrumento bem tocado também trás alento par o coração e para a alma.

A indústria do CD, patrocinada pelo Diabo, se expandiu com uma velocidade impressionante e o que se vê são pessoas despreparadas em todos os aspectos usando a desculpa de estarem “cantando para Deus” para gravarem aberrações que afrontam a inspiração e os ensinos Sagrados. O que encontramos nas igrejas são pessoas se inspirando nos artistas do mundão, copiando na integra tudo que eles fazem em seus “shows”, tudo com a clara intenção de abocanhar uma fatia no mercado musical religioso. Satanás introduz na igreja apostasias e perversões doutrinárias que teria dificuldade introduzir diretamente não fosse o atalho da musica. Graças à tecnologia, o Diabo leva o mundão aos evangélicos e com sua influência maligna, o discernimento espiritual do cristão se perverteu, a impressão e poder da mensagem divina foram destruídos. O endeusamento de pessoas ficou evidente nos espetáculos montados para que os “artistas da fé” possam mostrar as suas habilidades teatrais.

Segundo especialistas na área de psicologia, não há influência mais poderosa para envenenar a imaginação do ser humano, destruir as impressões religiosas e tirar o gosto pelos prazeres tranqüilos e as realidades sóbrias da vida, do que a musica. Os grandes compositores que o digam! Pois está ai o eficiente disfarce do ministério satânico operando através da ocultação e da invisibilidade, pintando e bordando com aquilo que tínhamos de melhor no louvor a Deus.

Aos que defendem estes novos estilos “gospel”, letras evangélicas com melodias mundanas, fica aqui o alerta, as forças das instrumentalidades satânicas misturam-se com o alarido e barulho, para ter um carnaval, e a isto estão chamando de adoração. Satanás fez da música um estratagema para capturar as suas presas e os seus objetivos estão sendo plenamente alcançados. Para estes defensores do “espetáculo” tudo está certo! Errado é dizer que eles estão errados! O que Deus condena como pecado, eles dizem, “isto é preconceito”; “isto é verdade para aquele tempo”, o pecado para eles está só na cabeça da gente. O verso preferido deles é: “Não julgueis, para não serdes julgados”. Pois eles TUDO PODEM naquele espírito de falsa popularidade que lhes fortalece! Se o povo achou bom, se dançou; se povo chorou, se o povo gostou; se ouve aleluias ou se povo disse amém, então, é tudo Santo! Em nome de Deus, vale qualquer coisa. A bandeira que hasteiam é: “A VOZ DO POVO É A VOZ DE DEUS!”

Hoje, graças à tecnologia dos CDs a igreja nem canta, a maioria apenas dubla ou canta mecanicamente, e são poucos os irmãos que conhecem algum hino do saudoso e falecido “Cantor Cristão”… Será que alguém se lembra dele? De tanto se apoiar nas confortáveis muletas eletrônicas, a igreja está ficando paralítica! Está capengando e não se dá conta disto! Quanta saudade do “Castelo Forte”!

A musica quando empregada para “fins bons” é uma bênção, mas é muitas vezes usada como um dos mais atrativos instrumentos de Satanás para enganar as pessoas. Quando mal empregada, leva os não consagrados ao orgulho, à vaidade, à tolice e ao estrelismo. Quando se lhe permite tomar o lugar da devoção e da adoração, é uma terrível maldição. A música sacra está se perdendo na sua beleza pela subserviência exacerbada do cristianismo aos caprichos de Satanás. Você pode estar argumentando que “todo mundo faz” para justificar a sua opção. Até onde sei e a Bíblia ensina, não seguimos o que o mundo faz, seguimos Aquele que fez o mundo, e tudo que nele há, portanto precisamos ter bons critérios na definição de nossos padrões na nossa relação com Deus.

Cantamos que queremos “voltar ao primeiro amor”, mas na prática fazemos exatamente o contrário, corremos para o mundo num casamento perfeito com as suas práticas. Por tudo isto, pela volta às origens da “verdadeira musica” e do “verdadeiro louvor” é que deixo aqui o meu protesto e a minha indignação pela maneira como as nossas igrejas rotuladas de “cristãs” estão se aliando ao inimigo e permitindo que ele dite as regras quando o assunto é adoração e louvor no meio evangélico. Afinal, estamos temporariamente no mundo para “mudá-lo” e não para “sermos mudados” e “moldados” por ele. Neste caso, “retroceder” é preciso! Lembrando que para esta armadilha está em vigor, mesmo não sendo respeitada, a “lei da racionalidade” registrada nas Escrituras: “Rogo-vos pois, irmãos, pela compaixão de Deus, que apresenteis os vossos corpos em sacrifício vivo, santo e agradável a Deus, que é o vosso culto racional.E não vos conformeis com este mundo, mas transformai-vos pela renovação da vossa mente pra que experimenteis qual seja a boa, agradável e perfeita vontade de Deus” – Romanos 12: 1 e 2.


por: Carlos Roberto Martins de Souza / Artigos Cristãos

sábado, 28 de maio de 2011

Centenário da Assembléia de Deus

Tudo começou com a chegada destes pioneiros...

sexta-feira, 27 de maio de 2011

quarta-feira, 25 de maio de 2011

Com amor eterno te amei. Jr 31:3b


O divino Deus, o único verdadeiro, plantou um lindo jardim e o chamou de Éden. Colocou neste jardim Adão e logo depois Eva, a mulher, tirada da costela de Adão, para ser sua ajudadora. O amado Deus, os visitava constantemente no jardim, pela tarde. Adão e Eva andavam nú, pois não tinham malícias em seus corações. Eram puros, assim como Deus
O pecado entrou em cena na humanidade quando Eva deu ouvidos as mentiras e seduções da serpente, fazendo assim aquilo que era-lhes proibido. Comer da arvore do conhecimento do bem e do mal. No jardim existiam muitas arvores, porém apenas uma era-lhes proibido tocar, e é justamente nesta que o inimigo mais nos tenta. Naquilo que é proibido.


O pecado nos separou de Deus, no entanto não fez com que Deus deixasse de nós amar. Jo3:16


Porque Ele amou Ele se entregou, vindo a terra morrer pela humanidade, por homens e mulheres que mais tarde receberiam o perdão dos seus pecados e voltariam seus corações para Deus, através de um único sacrifício, a morte do cordeiro imaculado, chamado Jesus.

O amor de Deus é por você é eterno.

Nada do que você fizer nesta vida, aumentará ou diminuirá o amor dEle por você!
Seu amor é eterno. A palavra Eterno significa que jamais tem fim. Teve um começo quando Deus criou o homem e disse: Isso é muito bom. Mas nunca terá fim porque ele é eterno, assim como quem ama também é eterno. O próprio Deus!
Muitas vezes olhamos para Deus como sendo um homem. Ele não é homem, Ele é Deus. Um Espirito Eterno, que rege todo este universo. O criador de tudo isso. Porque então as vezes o comparamos com homem? Porque somos limitados em nosso entendimento. Na realidade somente na eternidade iremos entender a totalidade de quem Deus é. Teremos toda a eternidade para isso. Aleluia!

Comece hoje a olhar Deus como Deus e não como homem. Deus não muda de acordo com a lua, e não acorda de mal humor de vez em quando. Está sempre pronto a te ouvir e as vezes mesmo que palavras não saiam da sua boca, Ele já as conhece. Digo isso porque quando você machuca uma pessoa, de imediato o que essa pessoa tem para dizer é belem-belem, nunca mais fico de bem. E com Deus não é assim que funciona. Ele te ama com amor Eterno. Nunca esqueça disso. Nada do que você fizer, aumentará ou diminuirá o amor dEle por você.

Lembre da história de Pedro. Ele foi um dos primeiros a abandonar a pesca e seguir após o Jesus. Pedro teve revelações grandes acerca da divindade de Cristo e chegou até a andar sobre as aguas. No monte da transfiguração, onde Jesus revelou o seu ser divino, Pedro estava lá e ouviu e viu tudo. Chegou até a ver Elias e Moíses. Inumeras experiências que para muitos de nós são incomparáveis. Lindas e tremendas. Sem igual. No entando na hora que o Salvador mais precisou do seu amigo, companheiro, Pedro diz: Não o conheço, nem sei quem Ele é. E não fica por aqui, pois isso aconteceu três vezes. Imagine um grande amigo seu, uma pessoas que sabe muita coisa sobre a sua vida, na hora em que mais precisas dele, ele diz: Não conheço ele e nem sei quem ele é. Foi isso que Pedro fez com Jesus, no momento mais importante e difícil da sua vida. Quando todos os abandonaram e Ele estava a beira da morte. Se Jesus fosse apenas homem, como eu e você, talvez nunca mais quissesse ser amigo de Pedro, no entando depois da  Sua ressurreição, onde Jesus foi? Não foi na praia, onde estavam os discípulos pescando, inclusive Pedro? E para quem Ele dirigiu sua palavra? Não foi a Pedro, perguntando-lhe se Ele lhe amava? Jesus fez está pergunta por quantas vezes? Não foram três?

A traição de Pedro, não diminuiu o amor de Jesus por Ele. Jesus quis saber se Pedro o amava. Pedro, você me ama? Você me ama Pedro.

Olhe, não sei como tem sido os teus dias, ou até mesmo a sua vida. Não pense que Jesus não te ama porque tens falhando na tua caminhada com Ele e por algumas vezes os teus pés escorregaram no caminho. A pergunta que Jesus te faz hoje é: Você me ama?

Hoje o que está em jogo não é o amor de Deus por você e sim o seu amor para com Ele. Com isso alguns podem pensar, então eu posso continuar nos meus pecados e Ele continua me amando. Eu te digo pela palavra de Deus que aquele que ama ao Pai, abandona o seu pecado, porque o seu maior desejo é agradar aquele que lhe chamou. Os nascidos de Deus, não podem viver na prática do pecado.Jo14:23 ( Aquele que me ama, guardará as minhas palavras) ( I Jo3:9).

Me querido leitor, você ama a Jesus? Quem sabe hoje não é o dia de você fazer uma nova entrega, uma nova confissão do teu amor para Ele. Quem sabe você não chegou até esse blog com o coração partido, pensando que Deus não te ama mais, que sua vida não tem mais jeito. O teus pecados são muitos que Deus nem te enxerga? Saiba, o amor de Deus por você é eterno, nunca acabará. Foi por você, que hoje lê está postagem, que Deus enviou seu filho para morrer, para que você e eu pudessemos estar novamente junto dEle.

Se você deseja fazer uma nova entrega da sua vida ao Senhor, se desejas dizer que o amas e que o seguirás por todos os dias da sua vida, então ore assim comigo:

Pai amado, que estás no céu, hoje eu venho diante de ti te pedir perdão, porque tenho deixado de fazer tua vontade. Eu segui os meus caminhos e muitas vezes esqueci de ti. Quero te pedir perdão e dizer que eu te amo. Sim Eu te amo muito. Te peço que o sangue de Jesus possa me lavar dos meus pecados e que o teu Santo Espirito entre dentro do meu coração e faça morada, porque sou te filho.. Seja bem vindo na minha vida Espirito Santo e te peço que me ajudes a viver para agradar ao Pai, glorificando assim o nome do Senhor Jesus. Hoje eu recomeço minha vida contigo e viverei para ti, todos os dias da minha vida, amém.


Meu querido irmão, deixe o Espírito Santo guiar seus passos apartir de hoje. Procure uma igreja que pregue a verdadeira palavra de Deus, leia a bíblia, que é luz para o teu caminho, ore, porque fazendo assim, terás comunhao com Deus. Viva para agradar ao Pai e nunca se esqueça, o amor dEle por você é eterno.


Deus te abençoe,

Pra. Thaís Itaborahy

sábado, 21 de maio de 2011

Jerusalém

Pra Casa Não Cair: Pelo Retorno à Palavra: Pr. Antônio Gilberto

Pra Casa Não Cair: Pelo Retorno à Palavra: Pr. Antônio Gilberto: "Consultor teológico e doutrinário da maior igreja evangélica do Brasil, o pastor assembleiano Antônio Gilberto ressalta a essencialidade da ..."

sexta-feira, 15 de abril de 2011

EM BUSCA DA OVELHA: Testemunho de Libertação.

EM BUSCA DA OVELHA: Testemunho de Libertação.: "Quando tinha a idade de 14 anos, aceitei Jesus como meu salvador, na igreja Assembléia de Deus em Salvador - Ba, situada à rua Li..."

segunda-feira, 11 de abril de 2011

Por Cintia Kenashigue

http://api.ning.com/files/mepC6MLwLKh-qd50N6AI4Ag7uX8wXySGuYBd5R95VOj7KzEVJFHLN6BPoSor51E*7fqgNGmjlqRO3r0BP34wFDfoi5BLA4UO/CintiaKenashigue_Pssaros_MeguroHiyodori_TweetsnoJapo.JPG?width=350


"Olhai para as aves do céu, que nem semeiam, nem segam, nem ajuntam em celeiros; e vosso Pai celestial as alimenta. Não tendes vós muito mais valor do que elas?" - Mateus 6.26.

A sobrevivência dos passáros passa a mensagem do Criador para todos nós. Lembra a promessa de Jesus, palavras tranquilizadoras para corações apreensivos com os cuidados com essa vida passageira. Deus cuida das belas criaturinhas aladas, e cuida da gente também, que somos sua imagem e semelhança.

No Japão, é encontrado um pássaro chamado Meguro Hiyodori, também conhecido na Itália como Bulbul Corona Nera, e Bulbul de Cola Amarilla na Espanha. Olhar para esses bichinhos tão frágeis é quase que ouvir o Criador nos tranquilizando, nestes dias em que para muitos ter dinheiro neste país não se reverteu em poder comprar, porque as prateleiras de estabelecimentos comerciais japoneses estavam vazias. Isso aconteceu aqui, após os abalos de terra e maremoto há um mês atrás. Hoje completa 30 dias que houve a catástrofe.

A palavrinha inglesa twitter é traduzida ao português como a "vocalização de notas agudas". E tweet por chilrear, o gorjear dos passarinhos.

Como não poderia deixar de ser, o microblog Tweeter revela aos internautas intenções e movimentações em favor das vítimas do tsunami seguido de terremotos no Japão. São registros de ações de solidariedades, atitudes bonitas e comparáveis aos cantos de pássaros. [continue lendo]

__________

sábado, 2 de abril de 2011

quarta-feira, 30 de março de 2011

Deus controla tudo


Deus não estará olhando para as suas medalhas, seus títulos ou diplomas; Ele estará olhando para as suas cicatrizes. Elbert Hubbard




Sempre julguei que os furacões seriam alguma coisa que a humanidade poderia simplesmente dispensar - se pudesse... Entretanto, apenas recentemente tomei conhecimento de que eles são absolutamente necessários para manter o equilibrio na natureza.


Essas tempestades tropicais, com ventos que vão acima de 300 quilometros por hora, acompanhados de chuvas torrenciais, raios e relampagos, podem ser devastadoras. Contudo, cientistas nos informam que esses furacões tem um valor incrível. São eles que dissipam uma grande porcentagem do calor opressivo acumulado no equador; também são indiretamente responsáveis pela maior parte das chuvas que ocorrem nas florestas das Américas do Sul e do Norte. A conclusão final a que chegamos é que os furacões oferecem à humanidade muito mais beneficios do que podemos imaginar.


As Escrituras nos ensinam que as aflições que Deus permite que sobrevenham a seus filhos são muito semelhantes aos furacões. Elas chegam de maneira violenta, trazendo com elas dores e promovendo grandes devastações. No entanto, são essas mesmas aflições que tem o incrível potencial de produzir eternos dividendos. Se você se encontra em meio a um furacão... não desista! Ele é temporário; logo vai passar, e os resultados certamente poderão transformar a sua vida para todo o sempre!




Para Meditação:


Bem sei, ó Senhor, que os teus juízos são justos e que com fidelidade me afligiste. Salmos 119:75


Visite o Site: http://www.encorajamento.com



Nélio DaSilva
http://www.encorajamento.com

quinta-feira, 24 de fevereiro de 2011

De coração para coração: Bem aventurados ... Parte (1)

De coração para coração: Bem aventurados ... Parte (1): "As bem aventuranças ensinadas por Jesus Parte (1) Bem aventurados os pacificadores: Porque eles serão chamados filhos de Deus ( Mt 5..."

terça-feira, 22 de fevereiro de 2011



A Marca do Amor

Um menino tinha uma cicatriz no rosto, as pessoas de seu colégio não falavam com ele e nem sentavam ao seu lado, na realidade quando os colegas de seu colégio o viam franziam a testa devido à cicatriz ser muito feia.
Então a turma se reuniu com o professor e foi sugerido que aquele menino da cicatriz não freqüentasse mais o colégio, o professor levou o caso à diretoria do colégio.A diretoria ouviu e chegou à seguinte conclusão:
Que não poderia tirar o menino do colégio, e que conversaria com o menino e ele seria o ultimo a entrar em sala de aula, e o primeiro a sair, desta forma nenhum aluno via o rosto do menino, a não ser que olhassem para trás.
O professor achou magnífica a idéia da diretoria, sabia que os alunos não olhariam mais para trás.
Levado ao conhecimento do menino da decisão ele prontamente aceitou a imposição do colégio, com uma condição:
Que ele compareceria na frente dos alunos em sala de aula, para dizer o por quê daquela CICATRIZ.
A turma concordou, e no dia o menino entrou em sala dirigiu-se a frente da sala de aula e começou a relatar:
- Sabe turma eu entendo vocês, na realidade esta cicatriz é muito feia, mas foi assim que eu a adquiri:
- Minha mãe era muito pobre e para ajudar na alimentação de casa minha mãe passava roupa para fora, eu tinha por volta de 7 a 8 anos de idade...
A turma estava em silencio atenta a tudo .
O menino continuou: além de mim, haviam mais 3 irmãozinhos, um de 4 anos, outro de 2 anos e uma irmãzinha com apenas alguns dias de vida.
Silêncio total em sala.
-... Foi aí que não sei como, a nossa casa que era muito simples, feita de madeira começou a pegar fogo, minha mãe correu até o quarto em que estávamos pegou meu irmãozinho de 2 anos no colo, eu e meu outro irmão pelas mãos e nos levou para fora, havia muita fumaça, as paredes que eram de madeira, pegavam fogo e estava muito quente...
Minha mãe colocou-me sentado no chão do lado de fora e disse-me para ficar com eles até ela voltar,
pois minha mãe tinha que voltar para pegar minha irmãzinha que continuava lá dentro da casa em chama.
Só que quando minha mãe tentou entrar na casa em chamas as pessoas que estavam ali,
não deixaram minha mãe buscar minha irmãzinha, eu via minha mãe gritar:
- " Minha filhinha está lá dentro!"
Vi no rosto de minha mãe o desespero, o horror e ela gritava, mas aquelas pessoas não deixaram minha mãe buscar minha irmãzinha...
Foi aí que decidi. Peguei meu irmão de 2 anos que estava em meu colo e o coloquei no colo do meu irmãozinho de 4 anos e disse-lhe que não saísse dali até eu voltar.
Saí de entre as pessoas, sem ser notado e quando perceberam eu já tinha entrado na casa. Havia muita fumaça, estava muito quente, mas eu tinha que pegar minha irmãzinha. Eu sabia o quarto em que ela estava.

Quando cheguei lá ela estava enrolada em um lençol e chorava muito... Neste momento vi caindo alguma coisa, então me joguei em cima dela para protegê-la, e aquela coisa quente encostou-se em meu rosto...

A turma estava quieta atenta ao menino e envergonhada então o menino continuou:
Vocês podem achar esta CICATRIZ feia, mas tem alguém lá em casa que acha linda e todo dia quando chego em casa, ela, a minha irmãzinha me beija porque sabe que é marca de AMOR.

Vários alunos choravam, sem saberem o que dizerem ou fazerem, mas o menino foi para o fundo da classe e imovelmente sentou-se.
Para você que leu esta história, queria dizer que o mundo está cheio de CICATRIZ.Não falo da CICATRIZ visível mas das cicatrizes que não se vêem, estamos sempre prontos a abrir cicatrizes nas pessoas, seja com palavras ou nossas ações.
Há aproximadamente 2000 anos JESUS CRISTO, adquiriu algumas CICATRIZESem suas mãos, seus pés e sua cabeça.
Essas cicatrizes eram nossas, mas Ele, pulou em cima da gente, protegeu-nos e ficou com todas as nossasCICATRIZES.. Essas também são marcas deAMOR.

Jesus te ama, não por quem você é, mas sim pelo que você é, e para Jesus você é a pessoa mais importante deste mundo.

Nunca se esqueça disso!





Meu cenário é o deserto
nele estou a caminhar
A cada passo estou mais perto
da jornada completar

Uma imagem no horizonte
parece se insinuar
Convidando-me à sua fonte
e em suas águas mergulhar

Não me iludo com a miragem
projeção do meu desejo
Deixo tudo,  longa é a viagem
Não distraio com o que vejo

Pois enxergo além das dunas
Lugar onde terra e céu
se encontram sem lacunas
Lá que mana lei e mel

Mas em meio ao deserto
Tu me levas ao Oásis
De uma coisa estou certo
Algo novo sempre fazes
Um lugar onde recobro
minha força, minha visão
Pra continuar andando
ao encontro de Sião
Dá-me a sabedoria
para poder discernir
se é real ou fantasia
ou se é hora de partir
pois em minha travessia
tenho um tempo a cumprir

sábado, 19 de fevereiro de 2011


O segredo da oração é a oração em segredo


Em Mateus 6.5, o Senhor Jesus afirmou: “E, quando orardes, não sereis como os hipócritas; porque gostam de orar em pé nas sinagogas e nos cantos das praças, para serem vistos pelos homens. Em verdade vos digo que eles já receberam a recompensa”. O que Ele quis dizer é que não adianta nada usar de formalismo na oração, se não exprimirmos com sinceridade o que desejamos.

“O segredo da oração é a oração em segredo”. Essa frase não é um mero clichê; ela não faz parte daqueles bordões de autoajuda, repetidos mecanicamente, sem nenhuma eficácia comprovada pela Palavra. O Senhor Jesus foi claro quanto ao valor da oração em segredo: “Tu, porém, quando orares, entra no teu quarto, e, fechada a porta, orarás a teu Pai que está em secreto; e teu Pai que vê em secreto, te recompensará” (Mt 6.6).

Para orar a sós com Deus, não é necessário estar em montes ou em lugares ermos, sem proteção e segurança. O Senhor Jesus orou em montes e no deserto porque não havia à época templos como os de hoje. Mas Ele foi claro, ao dizer: “A minha casa será chamada casa de oração” (Mt 21.13). E também afirmou: “quando orares, entra no teu aposento e, fechando a tua porta, ora a teu Pai” (Mt 6.6).

Você precisa de ajuda do alto? Quer que a sua oração seja ouvida? Então, atente também para o que Jesus disse em Mateus 6.7: “E, orando, não useis de vãs repetições, como os gentios; porque presumem que pelo seu muito falar serão ouvidos”. Não é pelo muito falar que seremos ouvidos. Elias que o diga. Lembra-se de seu “embate”, por assim dizer, com os profetas de Baal? Ele os desafiou a orarem ao seu falso deus, e ele clamaria ao Senhor Todo-poderoso. E o verdadeiro Deus seria o que respondesse por meio do fogo (1 Rs 18.20-24).

Depois da tentativa frustrada dos profetas de Baal, que falaram, falaram, falaram, “desde a manhã até ao meio-dia”, Elias ironizou: “Clamai em altas vozes, porque ele é deus; pode ser que esteja meditando, ou atendendo a necessidades, ou de viagem, ou a dormir, e despertará”. E de fato não houve resposta alguma (vv.25-29).

Chegou, então, a vez de Elias orar. Ele restaurou o altar, pondo tudo em ordem, e começou a clamar. Leia pausadamente, em voz alta, e marque o tempo no relógio, só para ter uma ideia de tempo (haja vista o profeta não tenha orado em português): “Ó SENHOR, Deus de Abraão, de Isaque e de Israel, fique hoje sabido que tu és Deus em Israel, e que eu sou teu servo, e que segundo a tua palavra fiz todas estas cousas. Responde-me, SENHOR, responde-me, para que este povo saiba que tu, SENHOR, és Deus, e que a ti fizeste retroceder o coração deles” (vv.37,38).

Pronto! Marcou o tempo? Fiz uma leitura pausada, devagar. Tempo: 30 segundos. Agora vamos à resposta a petição de Elias: “Então caiu fogo do SENHOR, e consumiu o holocausto, e a lenha, e as pedras, e a terra, e ainda lambeu a água que estava no rego. O que vendo todo o povo, caíram de rosto em terra, e disseram: O SENHOR é Deus! O SENHOR é Deus!” (vv.38,39).

Jesus responde sem que precisemos falar muito, na oração: “Deus, o vosso Pai, sabe o de que tendes necessidade, antes que lho peçais” (Mt 6.8). Não é pela quantidade de palavras nem pelo tempo de oração que seremos ouvidos, e sim pelo relacionamento de comunhão que temos com Deus.

Quanto tempo durou a oração de Jesus antes da ressurreição de Lázaro? Ligue o cronômetro e leia: “Pai, graças te dou porque me ouviste. Aliás, eu sabia que sempre me ouves, mas assim falei por causa da multidão presente, para que creiam que tu me enviaste” (Jo 11.41,42). Treze segundos de oração! Mas observe que não houve pedido algum. Jesus não disse: “Pai, por favor, ressuscite Lázaro”. Não! Ele apenas agradeceu ao seu Pai por sempre ouvi-lo.

Não precisamos orar para convencer Deus a nos ajudar. Ele já conhece todas as nossas necessidades antes de começarmos a orar (Sl 139.4; Is 65.24). Fala-se muito, em nossos dias, de “oração forte”, “poder da oração”, etc. Tenho visto telepregadores — ou telenganadores? — dizendo: “Mande a sua oferta, a sua semente, e nós faremos uma oração forte por sua vida”. Mas o que existe de fato é a oração eficaz, aquela que é ouvida, respondida pelo Mestre Jesus Cristo, o Deus Todo-poderoso! E isso ocorre quando a oração está de acordo com o que Ele ensinou.

Ciro Sanches Zibordi

bencao_q_enriquece
Em Provérbios 10:22, a palavra de Deus diz assim: “A bênção do Senhor é que enriquece e não acrescenta dores”.
Amado, não há condições ideais para prosperar! Não existem circunstâncias ideais para prosperar. O que é que eu quero dizer com isto? Quero dizer que se você está à espera de ter condições propícias para acreditar que, agora sim, você pode prosperar, engana-se, porque esse dia nunca vai chegar! Há pessoas que empobrecem em países ricos e há pessoas que enriquecem em países pobres. Há pessoas que empobrecem em tempo de riqueza, tempo de “vacas gordas”, e há outras que enriquecem em tempo de “Vacas magras”. Não são as condições favoráveis que nos fazem prosperar, é a bênção do Senhor que o fará prosperar. E é disso que você precisa e é atrás disso que você deve andar.
Eu já tenho afirmado que aquilo que define o louvor ou a adoração, ou o que dá valor àquilo que damos a Deus, seja do nosso tempo, seja da nossa vida, das nossas finanças, seja do que for, é a atitude do nosso coração.
Muitas pessoas, infelizmente, levam o seu dízimo à casa de Deus e não vêem resultados, não vêem essas janelas do céu abertas sobre a sua vida, não vêem bênçãos tais que nem sabem onde hão-de guardá-las. Eu não tenho resposta para tudo, não sei tudo, não sei a história toda, mas se nós dermos com a atitude certa, qual é o problema dos cristãos nesta área? É assim: “eu vou dar para receber, vou dar porque preciso de receber, oh Deus, estou a dar-te isto para Tu me dares aquilo” Esta é a atitude errada! Claro que Deus vai dar, claro que Deus promete multiplicar, mas não deve ser isso que eu ponho em primeiro lugar, não deve ser isso que me move a dar o meu dízimo ou semear a minha oferta. As prioridades estão trocadas! Devemos dar porque amamos! Será que os maridos dão dinheiro às suas esposas para terem sexo com elas, ou dão porque elas são as suas esposas e eles as amam? Entende o que eu quero dizer? Será que nós trazemos os nossos dízimos ou semeamos as nossas ofertas na mira daquilo que Ele nos pode dar, ou que nós queremos que Ele nos dê, ou fazemo-lo porque O amamos e O reconhecemos como o amor da nossa vida e a nossa fonte? Quando fazemos as coisas com a atitude certa, Deus sempre nos abençoa. Ámen?
Então, é a bênção do Senhor que enriquece e não acrescenta dores. O que é que interessa uma pessoa ser rica se não tiver a bênção do Senhor? Têm dinheiro mas são os outros que o vão gozar.
Há uns anos atrás, ouvi falar de um certo senhor que nem sabia os bens que tinha. Um dia, como se sentia deprimido foi comprar um barco por 3 milhões de euros! Deu 2 ou 3 voltas no barco e cedo descobriu que ele não lhe devolvia a alegria e tentou o suicídio. Graças a Deus, não conseguiu o seu objectivo. Porquê? Porque o muito rico ou próspero não é aquele que tem muito dinheiro, é aquele que tem a bênção do Senhor!
Então é nisso que nós devemos colocar os nossos olhos, é na bênção de Deus, porque se você tem a bênção do Senhor, você vai prosperar, a tempo ou fora de tempo. Em tempo de crise ou em tempo de abundância, você vai ter sempre o seu certo. E não é só isso, vai ter alegria, vai ter paz e capacidade de gozar a prosperidade que tem. E a Bíblia diz que isso é dom de Deus.
Recentemente, ouvi o presidente da Caixa Geral de Depósitos a falar de crise. Dizia que “estamos em crise e não se prevê o seu fim” (eu até sei quando é que a crise vai acabar, é quando ele alcançar o alvo dos lucros dele), o dinheiro vai estar cada vez mais caro, o “spread” vai subir para aqueles que têm crédito à habitação e está tudo muito difícil. Enfim, é a crise!” Você sabe quantos milhões de euros a C.G.D. teve de lucro em 2007. Foram 860 milhões! Lucro é o que resta depois de todas as contas serem pagas. Isto é crise? Quem é que não quer uma crise destas? Oh, que desgraça, só sobraram 860 milhões! Amados, convençam-se de que não há crise nenhuma, o diabo é que quer convencê-lo disso. A crise está em que os grandes magnatas querem ganhar mais do que ganharam. Não há crise, e mesmo que houvesse, era na vida dos outros, não era na sua, porque a Bíblia diz que a bênção do Senhor é que enriquece e não acrescenta dores. A Bíblia também diz que o Senhor é o meu Pastor e nada me faltará e que Ele prepara uma mesa farta na presença dos nossos adversários e o nosso cálice transborda (Salmo 23). Deus cuida dos que são seus. Assim, devemos dizer “crise, mas qual crise, o Senhor é o meu Pastor e nada me faltará. Os filhos do leão necessitam e sofrem fome, mas àqueles que buscam ao Senhor bem algum lhes faltará; e não acrescenta dores, ou seja não tem “efeitos secundários”.
Quantas pessoas é que nós todos conhecemos que, numa tentativa de terem uma vida melhor, de acumular riquezas para si próprios, emigram e levam uma vida em que mal vêem os filhos e pouco tempo têm para estar com a esposa. É interessante ver isto: gostam tanto das esposas que não têm tempo para estar com elas. Têm de trabalhar muito para ganhar dinheiro para elas. Estragam a saúde porque dormem pouco, têm de trabalhar muito para ganhar mais dinheiro, etc. E a vida passa num abrir e fechar de olhos e, quando reparam, já se passou metade da vida, ganharam dinheiro, mas estão carregados de doenças, de stress, enxaquecas, falta de vista, etc. E o que é que fazem na outra metade da vida? Gastam o dinheiro que ganharam para recuperar a saúde que perderam. Mas a bênção do Senhor é que enriquece e não acrescenta dores, não tem “efeitos secundários”. Você vai ser feliz com a prosperidade que Deus lhe dá.
Podemos ver alguns exemplos disto na Bíblia. Em Gen. 17:1 e seguintes, a Palavra de Deus diz: “Sendo, pois, Abrão da idade de noventa e nove anos, apareceu o Senhor a Abrão e disse-lhe: Eu sou o Deus Todo-poderoso; anda em minha presença e sê perfeito. E porei o meu concerto entre mim e ti e te multiplicarei grandissimamente. Então, caiu Abrão sobre o seu rosto, e falou Deus com ele, dizendo: quanto a mim, eis o meu concerto contigo é, e serás pai de uma multidão de nações” (repare bem nos termos utilizados por Deus – “nações” -; sabemos que Abrão é o pai da nação de Israel, mas Deus disse “nações”, porque está a falar em qualquer coisa que não se restringe à sua descendência carnal). “E não se chamará mais o teu nome Abrão, mas Abraão será o teu nome; porque por pai de multidão de nações te tenho posto. E te farei frutificar grandissimamente e de ti farei nações, e reis sairão de ti. E estabelecerei o meu concerto entre mim e ti e a tua semente depois de ti em suas gerações, por concerto perpétuo, para te ser a ti por Deus e à tua semente depois de ti”. O versículo 9 diz: Disse mais Deus a Abraão: Tu, porém, guardarás o meu concerto, tu e a tua semente (=descendência) depois de ti, nas suas gerações”.
A palavra “estabelecer” significa fazer permanente, firme e estável, instalar firmemente sobre uma base permanente, fixar sem alteração. O que Deus está a prometer aqui é uma aliança perpétua, para sempre. Acabou! Nada nem ninguém poderá alterar isso! Esta promessa, este concerto, esta aliança faria Abraão prosperar a ele e à sua descendência depois dele. Abraão passou por contrariedades, passou por tempos de fome, mas ele não permaneceu na fomeele não passou fome, ele passou pela fome, passou pelos problemas, mas não ficou nos problemas. Porque a aliança que Deus fez com ele prometia livramento completo e suprimento de todas as necessidades. E a bênção do Senhor que enriquece desceu sobre Abraão naquele dia. E Deus disse mais, disse que não era só para ele, era também para os seus descendentes depois dele. E Deus não estava só a falar do povo de Israel e, até hoje, em qualquer parte do mundo, e em qualquer actividade que tenham, quer vinicultura, cinema, televisão, agricultura, banca, negócios de diamantes, joalharia, etc., aí estão os judeus a prosperar. Mas Deus não estava apenas a referir-se à nação de Israel, porque Ele fala em “nações” e que seriam abençoadas todas as famílias da terra. Gen.24:1 diz “Era Abraão já velho e adiantado em idade, … (é engraçado ver que no vers. 14 lemos que Abraão tinha 99 anos e Deus não diz que ele era velho, mas aqui, sim, Deus diz que ele era velho; Abraão, nesta altura, devia ter cerca de 170 anos, porque ele morreu com 175 anos) … “e o Senhor havia abençoado a Abraão em tudo.” Não houve uma única área na vida de Abraão – e foi uma vida longa – que não tivesse sido abençoada por Deus. Tudo onde ele colocou a sua mão foi abençoado. Porquê? Porque ele tinha sobre ele a bênção do Senhor que enriquece, que faz prosperar, que faz as coisas acontecer. E a bênção de Abraão, que a Bíblia também chama assim, passou para a geração seguinte, passou para a vida de Isaac.
(Achei interessante e resolvi publicar) 

terça-feira, 15 de fevereiro de 2011


A Fé é imprescindivel

        Quem tem fé abriga consigo a esperança e,
 por esse mesmo motivo,  carrega amor no seu coração.                                                
Madrugada passada, por causa de uma virose, que me atacou, não consegui dormir. Então, peguei meu netbook e fui navegar. Andei, andei por muito sites, blogs e orkuts, indo parar em um que me chamou a atenção pela fé que seus donos transmitiam. Meu Deus, são os pais de uma criança de 3 anos, que enfrenta um câncer no cérebro e há 01 ano, não medem esforços, ânimo e coragem, para continuar na luta. A fé pula das suas palavras,  contagiando a todos que, iguais a mim, se sentem tocados pela coragem dessa meninninha e de seus pais tão abnegados e confiantes na cura. 
  "Portanto, tomai toda a armadura de Deus, para que possais resistir ao dia mau, e, depois de terdes vencido tudo, permanecereis inabaláveis. (Efésios, 6:13)."
 Eles vivem esta palavra, em todos os momentos. Continuam confiantes, mesmo que sua filhinha esteja a vomitar por causa dos efeitos da Quimioterapia, ou perdendo os cabelos pela ação da Radioterapia. Nada os intimida. Continuam firmes, inabaláveis, na certeza que Deus está no controle.
É lindo o site deles.
 http://www.melaniemuricy.com.br/pub.asp?c=MQM&rnd=7497
Tem espaço para os amigos e parentes mandarem um recadinho, e mesmo não os conhecendo, NÃO me fiz de rogada, mandei lá minha mensagem. Oremos por esta familia, que Deus  escolheu para manifestar a sua glória. Saber agradecer a Deus quando tudo está bem, é humano, mas agradece-lo em meio às adversidades, é altamente divino. Só com a ajuda real do espirito, para tal.  Fico imaginando, quantas dores e angustias eles trilharam nestes últimos meses e ainda assim, permanecem confiantes. 
Deus os abençoe, Sergio e Lais, os planos de Deus não são frustrados jamais  e vocês tem sido o instrumento dos mais altos pensamentos de Deus. Sucesso!!!
 Iraci Ramos Passos.
 
©2009 Elke di Barros Por Templates e Acessorios